Uma coisa Lawrence

Junho 22, 2009

couscous marroquino do Arábia - SP

couscous marroquino do Arábia - SP

Do Japonismo paulista da Liberdade, um simpático táxi nos leva via Bixiga ( atenção : castelinho muy simpático ainda à venda por ali ) à exuberância hipercapitalista dos Jardins, num fim de tarde de temperatura ideal. A barriga ronca, mas quase abafamos o caso, caçando onde comer ( comer BEM – Ecio faz questão de um lugar BACANA ). Não dá pra abafar totalmente o caso, quando se trata de um chef com fome…
Mas parece que todos os bons restaurantes ainda estão se refazendo do almoço para suas noites glamurosas…
Poxa, eu queria tanto conhecer o Dalva e Dito… Mas estava fechado.
Piselli, Dom Pepe, Risottteria… Mas pensando bem, tem o D.O.M. …
FECHADO !!
Ei, então vamos tentar outro, mas uma Harley Davidson ronca, passa Ele, sim, o próprio Alex Atala…
Os chefs em questão trocam acenos e eu lamento não estar com uma câmera ligada nesse momento.

Subimos a ladeira.

Oscar Freire cheia. Nossos estômagos reclamam, exigem…

Tá, Ecio me convence que o Arábia é uma ótima pedida, e eu claro que topo.

Hummmm… atendidos de imediato pelo maitre Carrillo, inauguramos com uns kibes nossa trip. Logo chega nosso pedido, um cuzcuz nota 1000, com legumes polvilhados com canela e segredos, bombons de cordeiro, a tal linguiça merguez, feita de tripa legítima e fininha de carneiro, recheada de carne bovina temperada – segundo CarrilloMan – com páprica, pimenta caiena e cravo: deliciosa.
Nossos periscópios se divertem com o povo das mesas ao lado, afinal restaurantes não existem só pra saciar a fome “do estômago”… Mil e uma noites by Sheherazade nem tanto… mas algo mais colorido me faz lembrar o Lawrence da Arábia…
Pride ! always…

Como adoro também saborear palavras, anoto algumas do cardápio : Zahtar, Chanclich, Snoobar, Chawarma, Knefe…

Pra finalizar, cheio de triptofanos na cabeça, um fiozinho de calda de flor de laranjeira escorrendo sobre uma daquelas sobremesas hiperdoces feitas de amêndoas…

Feliz Solstício de Inverno, Mr. Lawrence…

Dudu Candelot

One Response to “Uma coisa Lawrence”

  1. divan vitor Says:

    Alguem tem que avisar ao Restaurante Terra do Camarão em Natal-RN, sobre boas cachaças produzidas no RN , pois ao pedir ao garçom ele me trouxe uma cachaça ruim e ainda me discriminou. Tive que chamar sua atenção, pois ele não entendeu que o aperitivo era para abrir o apetite. Ah, comida ruim


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: